O MEU PROPÓSITO

Comecei um projecto com uma separação e divisão de portfólio por temas. Recentemente apercebi-me como esta divisão me fez desviar da minha essência enquanto fotógrafa e acima de tudo, da minha paixão.

A fotografia une-se num todo. Numa leitura, numa entrega, numa essência e num encontro tão simples (e grandioso) de luz!

Chega ao fim mais um ciclo. Vivo num propósito de vida feito de ciclos. Fecham-se uns e abrem-se outros. A minha alma pede libertação, encorajamento, para resgatar o que mais gosto e de forma tão pura na fotografia, chegar às pessoas.

A fotografia de casamento teve o seu propósito e troco não por uma porta fechada, mas por uma porta fechada com uma janelinha pequenina em que só deixo entrar o ar que melhor me fizer.

Sempre acreditei que a fotografia tem outro propósito, o meu - a fotografia lê a alma das pessoas. Se lê, também a ajuda a curar. A trazer brilho, a trazer confiança, a trazer uma nova leitura de amor e de união. E ganha forma, tão conscientemente a fotografia que quero re-abraçar.

Quantos de nós procura o auto-conhecimento, o desenvolvimento interior, as respostas, a segurança, a confiança?

A percepção de nós próprios é transmitida de uma forma maravilhosa através da imagem. Devolve-nos quem somos, sem camadas. Acredito que devemos enfrentar o nossos medos de frente e descobrir as suas raízes. Se não os confrontarmos eles vão sempre voltar.

Aceita amar e ser amado.

O teu brilho, a tua essência e a tua luz só dependem de ti próprio, da forma como te permites iluminar em família ou através da tua marca - o que importa é intenção que queres deixar no mundo. Através da minha lente e das minhas ferramentas intuitivas, ajudar-te-hei a seguires um novo rumo!

A tua vida.